24
Ter, Out
1 Novas matérias

Principais artigos

 DESTAQUE PARA A AVENIDA MARECHAL MASCARENHAS DE MORAES /ADRIANÓPOLIS-PR.

A Avenida Mal. Mascarenhas de Moraes é uma das, senão a principal preocupação das autoridades locais e de toda comunidade, principalmente no trecho que vai desde o km zero da Ponte que faz a divisa dos Estados do PR x São Paulo, até a reta que fica no mesmo percurso próximo a moradia do SR. João Raquel, entre os Municípios de Adrianópolis e Ribeira. Neste percurso há um perigo constante, pois é o trecho onde a BR-476 está localizada como Av. Mal. Mascarenhas de Moraes, trecho que abrange o trânsito de CAMINHÕES que saem carregados com toneladas de pedras da mineradora Margem com destino á Pomerode SC. Há ainda o trânsito de carretas da empresa Rodolatina que transitam permanentemente pela BR 476. Neste percurso é preciso com urgência a construção de lombadas, pois já ocorreram acidentes graves e fatais por falta de sinalização eficaz, até porque se trata de uma reta, onde muitos motoristas aproveitam para correr, também não há placas de sinalização. Além disso, o trajeto faz parte do perímetro urbano.

DA COLETÂNEA ADRIANÓPOLIS EM MEMÓRIA- POR LÚCIA SANTOS.

 

 

 

Foi oficialmente inaugurada e entregue aos usuários a nova balsa, no dia 19/05/2010, quarta-feira.

balsa-g

Estiveram á frente do evento os prefeitos de Adrianópolis - João Manoel Pampanini e de Itaóca, sr. Aluizio Ribas, a balsa inaugurada substitui a antiga que estava em operação desde a década de 70 e teve um custo de R$188.600 - recursos alcançados do Ministério da Integração Nacional e mais complementação dos dois municípios, em torno de R$20.000,00 - O evento ainda contou com a presença dos secretários, vereadores e Juliana Alves Ferreira Freitas, gerente da Mesorregião Guaraqueçaba do Vale do Ribeira, é ela quem analisa e encaminha os projetos ao Ministério para a liberação dos recursos.


Esta é a nova balsa, responsável pela travessia Adrianópolis X Itaóca
Nesta Sexta- feira, dia 26 de março de 2010 foi concluida a montagem da balsa e lançada sobre o Rio Ribeira. A partir do inicio da proxima semana serão feitos os ajustes necessários para que a embarcação volte a operar normalmente fazendo a travessia dos usuários entre os Municípios de Adrianópolis e Itaóca.
Recurso provem do Ministério da Integração Nacional e contrapartida da Prefeitura Municipal de Itaoca - SP. e da PMA de Adrianópolis que já realizou serviços de manutenção da estrada que dá acesso ao rio Ribeira, local onde está instalada a nova balsa.

Abaixo a participação dos prefeitos de Itaóca e de Adrianópolis na segunda Mostra Nacional:

A Convite do Ministério da Integração Nacional o município de Adrianópolis e Itaoca participaram da II Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional que ocorreu na cidade de Florianópolis -S.C. entre 10 a 14 de março. Este evento possibilitou que os municípios apresentassem seus produtos, sua cultura e as ações desenvolvidas com recursos do Ministério.
O Ministério da Integração atua dentro do CONSAD – Consórcio de Segurança Alimentar e Desenvolvimento e a liberação de recursos para a região passa por este colegiado. Nesta mostra é que foi liberado recursos para a aquisição da Nova Balsa.



Assim foi o trabalho para que a balsa possa estar em plena operação


De acordo com João Carlos (NONO), responsável pela equipe de trabalho no local, os trabalhos foram pesados, mas nada que tenha sido impossível realizar, mesmo porque quando se quer nada atrapalha, nem o mal tempo e com mais alguns dias, a balsa estará á disposição de todos que necessitarem fazer a travessia para Adrianópolis ou Itaóca.

Outono - A Estação que está só começando...

O Outono iniciou-se ás 13h57 do dia 20 de março de 2014. Sendo uma estação de transição entre o verão e inverno, verificam-se características de ambas, ou seja, mudanças rápidas nas condições de tempo, maior frequência de nevoeiros e registros de geadas em locais serranos das Regiões Sudeste e Sul. Mas, afinal... O que esperar do OUTONO 2014?

A definição do dia e do horário para início de uma estação faz parte da astronomia. Mas como as estações são subdivisões do ano baseados em padrões climáticos, temos uma ligação direta com a meteorologia. A terra gira em torno do sol, e sua inclinação faz com que, em certas épocas do ano, um hemisfério receba a luz do Sol por um tempo maior do que o outro hemisfério. Isto é a principal causa das estações do ano: primavera, verão, outono e inverno. Com a mudança das estações do ano, mudam nossas escolhas, nossas emoções, as tendências da moda, as vestes, calçados, corte de cabelos, enfim esperamos com grandes expectativas todas essas novidades. Mas na verdade, lá no fundo da alma carregamos aquela esperança que nos move a acreditar na vida, a superar as perdas, a entender que esta é a Estação da Renovação, do Recomeço!

 

A Natureza toda se transforma, os ventos , a chuva, as nossas emoções e os amores... Lembram da canção Amor de Outono? Sandy e Junior já cantavam: "No outono é sempre igual, as folhas caem no quintal. Só não cai o meu amor pois não tem jeito, é imortal!" E a vida segue,...O tempo passará! A cura interior das dores, das magoas E dos sofrimentos é que limpam o coração! Só prevalecerá o que for verdadeiro!

FELIZ OUTONO! (Por Lúcia Santos)..

Em entrevista à Folha de Adrianópolis, o Prefeito Municipal João Manoel Pampanini, disse que já decretou estado de emergência, e relatou que a situação em outros bairros mais afastados do centro ainda é desconhecido devido ao difícil acesso ou ao acesso nulo. De acordo com o prefeito, o governo do estado entrou em contato com a Prefeitura Municipal e disse que irá enviar ajuda na manhã desta terça-feira (2), para poder percorrer também os bairros e fazer o levantamento dos prejuízos.

A Folha de Adrianópolis fez um levantamento nas áreas alagadas e constatou que cerca de 140 casas foram atingidas, apenas no centro da cidade de Adrianópolis, mais de 200 pessoas estão desabrigadas, isso apenas no centro da cidade de Adrianópolis. Já há informações sobre dois outros bairros próximos ao centro, que também estão sofrendo muito com as cheias, Rocha e o Carumbé.

Pessoas que saíram de Curitiba e outras cidades rumo a cidade de Ribeira estão impossibilitadas de chegar até a cidade paulista, pois a ponte na divisa com o estado do Paraná está interditada. Muitos não conseguem achar nem um local para comer, pois restaurantes e bares estão submersos.

No Facebook foi criado um evento de mobilização que conta com mais de 320 pessoas (até o momento) pedindo ajuda de autoridades dos governos dos dois estados, para que ajudem as cidades de Adrianópolis e Ribeira em São Paulo.

No Facebook, Orkut, YouTube e outras redes sociais foram utilizadas para divulgar imagens das cheias, além de noticias que ajudaram a alertar pessoas que moram em outras cidades mas que tem ligações com moradores das cidades atingidas

Com a interdição da ponte da Amizade que liga Paraná à São Paulo, entre Adrianópolis e Ribeira, A cidade do estado de São Paulo se encontra completamente ilhada. A estrada que leva até Apiaí está em baixo d'água impossibilitando o trafego entre as duas cidades paulistas.

Em nota, a Defesa Civil do estado de São Paulo informou que cerca de 100 familias foram deslocadas para um abrigo longe das correntesas do Rio Ribeira, ainda segundo a Defesa Civil os telefones fixos pararam de funcionar, somente é possivel contato através de telefone móvel.

Adrianópolis ainda enfrenta quedas de energia, até as 21h30 a cidade estava sem energia elétrica.

Informações de que o rio começa a baixar chega ao mesmo tempo em que volta a garoar na região. A previsão do tempo prevê chuva ainda nesta madrugada, porém apartir de amanhã o dia começa a melhorar.

Calçamento no Bairro Porto Novo-Maio 2012.

Não, não é sonho! O bairro Porto Novo realmente está com novas estruturas. Além de manilhamentos, o bairro agora está recebendo calçamento e ainda receberá a instalação de  lixeiras para uso coletivo da comunidade e arborização no canteiro central que dará uma aparência mais bonita á sede que é o Distrito de Porto Novo. A Prefeitura Municipal vem priorizando estruturar melhor os bairros para proporcionar qualidade de vida aos seus moradores. Embora existam pessoas que insistam em dizer que só no último ano por causa das eleições é que a prefeitura está realizando obras, o Prefeito João Manoel Pampanini afirma que sendo essa a sua primeira Gestão, fica feliz em poder realizar obras que vão de encontro aos anseios do povo.

Foto: Divulgação - Prefeitura Municipal de Adrianópolis/2012.

Realmente nesses quatro anos temos conseguido por em dia as contas do município e regularizamos muitas irregularidades que dificultavam ao município receber verbas para empreendermos obras como essa aqui do Porto Novo, da Vila Mota e da Vila Bela, todos esses locais mudaram de aparência depois do calçamento e manilhamento realizados. Uma benfeitoria como essa tem um custo e precisa de planejamento para realizá-la. Mas ficamos felizes em ver a satisfação dos moradores quando percebem que há seriedade nas nossas intenções quando levamos obras para a população mais distante e que não realizamos obras apenas na sede. Graças á Deus temos uma visão mais ampliada pois nosso povo merece essa benfeitoria e muito mais. Porém, investimos naquilo que está disponível e é possível, temos uma Gestão que se iniciou em 2009 á 2012 e o que for necessário e possível vamos realizar com certeza dentro desse tempo! Esse é o nosso compromisso, disse o Prefeito João Manoel Pampanini.

Foto: Divulgação - Prefeitura Municipal de Adrianópolis/2012.

Adrianópolis : Bairros mais Urbanizados.

A Prefeitura Municipal de Adrianópolis, deu início no ano de 2011 aos trabalhos de calçamento no Bairro de Vila Mota, que ganhará á partir de então uma nova característica, mais urbanizada, com  a preocupação de melhorar a estrutura do bairro, bem como  nas questões de redes de esgotos (manilhamentos) e evitar a poeira nas moradias, visto que é um bairro que está dentro da àrea de risco da antiga mineradora Plumbum.

Justamente por isso, a Prefeitura Municipal priorizou a ação e garante que outros bairros também serão beneficiados com as mesmas iniciativas que é como prevê a continuidade no bairro Porto Novo ainda para o ano de 2012.

De acordo com moradores do bairro, esse projeto, que já deveria ter acontecido a muitos anos, veio para trazer melhorias também para a vida e bem estar dos munícipes.

A Secretaria Municipal de Obras, deu inicio ao calçamento do Bairro Vila Mota e está contente com o andamento dos trabalhos que já modificaram a aparência do bairro de forma positiva.

 O valor total da obra é de R$ 393.000,00 (Trezentos e noventa e três mil reais) e, segundo o Prefeito João Manoel Pampanini, será usado de forma exclusiva para este fim.

 

Fotos: Lauro Olegário

Região: Sul

Estado: Paraná

Município: Adrianópolis e Tunas do Paraná

Bioma: Floresta Atlântica e Floresta com Araucárias

Área: 27.524,33 ha

Criação: Decreto 729 (27/06/1979)

Unidade de Proteção Integral

O município de Adrianópolis , conta com o registro de um Parque Florestal: o Parque Estadual das Lauráceas , com área total de 23.863.48 hectares , sendo 20.163.48 hectares pertencente ao município de Adrianópolis, situado próximo aos bairros de João Surá , Três Canais e Córrego do Franco e o restante , ao município de Bocaiúva do Sul. (Criado através do decreto nº 729 de 27/06/1979 e nº 5894 de 10/10/1989) .



A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo de Adrianópolis, propõe integrar este município ao Projeto “Desafio Ambiental dos Correios”, visto que conta com uma Agência do Correio na cidade.

Considerando que estamos na data de aniversário e das festividades dos 52 Anos de Adrianópolis, aproveitamos para incluir junto às atividades planejadas para a comemoração alusiva ao Aniversário da cidade e em parceria com os Correios realizarmos o Plantio de Mudas- (Espécies Nativas da Mata Atlântica).

Sendo assim, determinamos as seguintes atividades:

1- Escolha de dois bairros do Município e a participação de duas escolas com a participação de 15 alunos cada uma, os quais deverão colaborar na ação do Plantio e Monitoramento das Mudas.

2- A s datas e locais e horários para a realização do Plantio será:

26/07/2012-Escola Estadual Porto Novo-Bairro Porto Novo com horário previsto para as 16h30min.

27/07/2012-Escola Estadual Selbmann- Bairro Vila Mota á partir das 16h00h.

3-Caberá o plantio de 15 mudas para cada escola que deverá ser feita por 15 alunos de cada Unidade escolar.

Os Correios aumentam sua colaboração para o desenvolvimento sustentável do planeta ao aprovar o Sistema de Gestão Ambiental dos Correios (SGAC). Seu principal objetivo é atingir um desempenho ambiental correto, por meio do gerenciamento dos impactos ambientais empresariais significativos e da busca contínua de melhoria de processos, serviços e produtos oferecidos pela ECT.

Participarão ainda desta atividade a Srª-  Maria Salete Bontorim Pampanini (1ª- Dama do município e funcionária da Agência de Correios na cidade) e representante dos Correios de Curitiba/Pr, além das Diretoras dos Colégios Porto Novo e Selbmann-Roseli G.da Silva Santos e Dulcimare Machado, acompanhados da Secretaria de Meio Ambiente e Turismo, Lúcia Santos e do Técnico Florestal do município Sr Gerson que fará o acompanhamento do plantio das mudas nas duas unidades nos bairros, onde orientará os alunos com uma pequena demonstração da Técnica para a realização do plantio e dos cuidados com a muda.

Espera-se que com essa atividade, possamos despertar e incentivar atitudes sustentáveis e de cidadania nos estudantes e que as escolas possam todos os anos realizar atividades concretas como essa com seus alunos, contribuindo para um Mundo Melhor.

Veja fotos do Desafio nas escolas que participaram:


Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

 Foto de José carlos leite de Oliveira

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de José Carlos Leite de Oliveira.

Foto de Herick Ricardo da Silva  Santos.

Foto de Herick Ricardo da Silva Santos.

Foto de Herick Ricardo da Silva Santos.

Foto de José Carlos Leite  de Oliveira.

O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jorge Augusto Callado Afonso, lançaram nesta terça-feira (30), em Curitiba, a cartilha Gestão Socioambiental Participativa: caminhos para construir um Plano Municipal de Meio Ambiente. O lançamento aconteceu durante a segunda etapa de formação do Programa de Capacitação de Gestores Ambientais Municipais (PNC Paraná), que recebe até o dia 10 de dezembro, mais de 500 técnicos e profissionais da gestão ambiental de municípios que correspondem às bacias hidrográficas de Alto Iguaçu, Médio Iguaçu, Alto Ivaí e Alto Tibagi. Do município de Adrianópolis , participaram  do evento  04 pessoas, sendo 03 que fazem parte do CMMA(Conselho Municipal de Meio Ambiente e a Secretaria –Lúcia Santos.O evento ocorreu em dois dias no Hotel NIKKO em Curitiba.

O objetivo dessa segunda fase é formar gestores para elaboração dos Planos Municipais de Meio Ambiente e para a formação de conselheiros municipais de meio ambiente. 'A partir do PNC Paraná a política pública de meio ambiente não será mais a mesma no Estado. O programa construiu um processo democrático de mobilização social que só está começando, sobretudo, que vem assegurando as boas práticas da gestão ambiental embasadas nos saberes locais. Que a sociedade veja o PNC Paraná não apenas como um programa de Governo, mas como uma política pública de Estado', afirma.

O secretário entregou a primeira cartilha para uma mulher apontando a importância do diálogo entre a questão de gênero e meio ambiente. Ele também falou sobre participação da juventude e da comunidade na construção dos planos de meio ambiente.

De acordo com a coordenadora do PNC Paraná, Débora Albuquerque Souza, embora esse encontro seja especificamente para gestores municipais de meio ambiente, é de extrema relevância que movimentos sociais de diferentes segmentos da sociedade participem da construção dos Planos de Meio Ambiente de seus municípios. 'É a partir de um plano que garantiremos a qualidade de vida da biodiversidade e da população local de cada região do Paraná', ressalta.

O Programa é uma ação conjunta com o Ministério do Meio Ambiente para o fortalecimento do Sistema Nacional de Meio Ambiente (Sisnama) que visa estruturar nos municípios brasileiros um Sistema Municipal de Meio Ambiente para consolidar as políticas socioambientais do país. O PNC Paraná é coordenado pelo Governo do Paraná através da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA) CARTILHA - A cartilha é fruto de um trabalho coletivo que envolveu mais de 1.500 pessoas num processo de organização e fortalecimento sobre as políticas públicas na área ambiental. Além de receber subsídios para a elaboração do Plano Municipal, os gestores encontrarão uma síntese sobre os principais instrumentos de gestão socioambiental como Agenda 21, Energia, Educação ambiental, Recursos Hídricos, entre outros.

A cartilha apresenta também exemplos de como os órgãos responsáveis pelo meio ambiente nos municípios podem criar e/ou fortalecer o Conselho Municipal de Meio Ambiente e o Fundo Municipal de Meio Ambiente, além de relacionar os planos municipais ao Plano Diretor do município.

A publicação será distribuída para todas as Prefeituras dos 399 municípios do Paraná e já está disponível no site do PNC, através do endereço: www.pnc.meioambiente.pr.gov.br .

Educação Ambiental

 A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo de Adrianópolis , visa implementar a Lei 9.795/99 e promover o desenvolvimento da Educação Ambiental em um processo permanente de formação e de busca de informação voltada para a preservação do equilíbrio ambiental, para a qualidade de vida e para a compreensão das relações entre o homem e o meio bio- físico, bem como para os problemas relacionados a estes fatores. Assim como, subsidiar os educadores para que, a partir de uma compreensão crítica e histórica das questões relacionadas ao meio ambiente, possam por meio do tratamento pedagógico e orientados pelas Diretrizes Curriculares da Rede Pública de Educação Básica do Estado do Paraná, construir a identidade da Educação Ambiental nas Escolas da Rede pública Municipal.

Todos nós desejamos viver num mundo melhor, pacífico, fraterno e ecológico. Porém, as pessoas, normalmente esperam que esse mundo melhor comece no outro. Sempre ouvimos pessoas falando que têm boa vontade para ajudar, mas como ninguém as convida para nada, nem se organizam, então podem contribuir como gostariam. Pessoas assim acabam achando mais fácil reclamar que ninguém faz nada, ou que a culpa é dos governantes ou empresas, mas não perguntam - se quem está fazendo sua parte. A mudança dessa maneira de pensar só será realizada por meio de uma educação ambiental concreta e eficiente. Que não só trate de maneira teórica e abstrata sobre temas ecológicos, mas que envolva educandos, que lhes proporcione o saber instrumental necessário à construção de um mundo melhor, que desperte interesse para uma atividade e consciência ecológica que vá além da sala de aula. Essa é a proposta que a SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE DE ADRIANÒPOLIS vem propondo ao dar início á Implantação das "Agendas 21 Escolares" , que deverá ter início neste mês de setembro com encerramento previsto com um seminário Municipal Infanto-juvenil no final de novembro, no qual , todas as Escolas Municipais e Estaduais de Adrianópolis, deverão expôr as problemáticas levantadas nas escolas e no entorno das mesmas, para em parcerias aos órgãos competentes buscar soluções.
Essa atividade será compartilhada  com os educadores , pois  seu conhecimento e experiência na formação de uma nova geração de seres humanos é de suma importância para a formação integral de nossas crianças.

É um trabalho que irá envolver as comunidades, tanto nas áreas rurais e urbanas. Sem Educação Ambiental, não teremos uma educação completa. Não basta apenas ensinar a ler, a escrever, a dizer por favor, com licença, obrigada,ou levantar-se para dar o lugar a um idoso no ônibus por exemplo se não incutirmos na cabeça destas crianças que ai estão, a questão da educação ambiental, claro que tudo isso é necessário sim para a formação d a cidadania  consciente, para  que conheçam seus direitos e deveres , mas é preciso ir mais além, principalmente que se invista mais na Educação Ambiental.

Essa é a proposta que teremos daqui pra frente! Vamos contar com a parceria da Secretaria Municipal de Educação que já vem desempenhando uma educação de qualidade e com a boa vontade e empenho dos nossos educadores nas escolas, envolvendo a comunidade local, os alunos.
Estaremos agendando nossa visita em cada escola ,onde daremos o ponta- pé inicial para que cada escola de acordo com a sua realidade, registre, debata e reivindique coletivamente, benefícios que tragam qualidade de vida para todos: Escola e comunidade.
Até lá!
LÙCIA SANTOS - SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E TURISMO 

OBS: No próximo informativo estaremos divulgando fotos deste trabalho que será realizado nas escolas .